Luz Vermelha

Zico e Zeca

Compositor: Benedito Seviero / Tião Carreiro

No recanto que a maldade assemelha
E a honestidade por regime é proibida
No clarão de uma estranha luz vermelha
Tu construístes um mercado em tua vida

Nos conhecemos nesta vida tão errante
Sentimos juntos o desejo de amar
A luz vermelha apagou-se neste instante
E acendeu a luz risonha de um lar

Com saudades das orgias do passado
Em outra vida não pudeste acostumar
Em virtude dos teus erros praticados
Fui obrigado dos teus braços me afastar

Regressaste a viver no mesmo ambiente
A tua volta muita gente festejou
A luz vermelha acendeu-se novamente
A luz humilde para sempre se apagou

De madrugada quando desponta o clarão da aurora
A luz da lua vai se apagando na amplidão do espaço
Os coronéis que te abraçavam já foram-se embora
E os teus boêmios também já fugiram para outros braços

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital