Desengano

Zico e Zeca

Compositor: Benedito Seviero / Tião Carreiro

Rasqueado

Eu já não posso esconder a minha magoa
Meu coração revela todo meu desgosto
De sentimento eu tenho os olhos cheio d'água
E a tristeza estampada no meu rosto.
Enquanto ela tem a glória desejada
Eu tenho apenas o martírio de um fracasso
Enquanto eu choro a minha sorte mal traçada
Talvez sorrindo ela esteja em outros braços.

Enquanto ela dorme calma em seu leito
Em meu delírio passo as noites sem dormir
O coração batendo forte no meu peito
Vejo na mente sua imagem refletir.
Enquanto ela tem de tudo que deseja
Somente eu tenho a fria brisa quando passa
Enquanto ela abraça outro e lhe beija
Aqui sozinho só desprezo me abraça.

Enquanto está sorrindo de alegria
Mostrando a todos o sabor de liberdade
Abandonado eu contemplo em tirania
Os desenganos da minha infelicidade.
Sem censurar a minha vida ignoram
O quanto é triste o desprezo de um amor
Sou obrigado para sempre ir-me embora
Para não ver ninguém sorrir da minha dor.

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital